Publicidade

Projeto Ler para Saber beneficiará 15 cidades brasileiras com 57 mil livros infantojuvenis

Embora tenha crescido em 2016, o índice de leitores no Brasil é ainda muito pequeno se comparado a outros países. Sabendo da dificuldade de acesso das crianças aos livros, o projeto Ler para Saber, da Editora Evoluir, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, beneficiará 15 cidades brasileiras com a doação de 57 mil livros. O objetivo é reforçar a importância da leitura como ato de prazer e promoção da cidadania.

As cidades de Alagoinhas e Simões Filho, na Bahia, Araucária e Curitiba, no Paraná, Bauru, Jacareí, Piracicaba, Três Rios e São Bernardo do Campo, em São Paulo, Glória de Goitá, Vitória de Santo Antão, São Lourenço da Mata, Pombos e Recife, em Pernambuco, e Maceió, em Alagoas, receberão, cada uma delas, 3.800 exemplares de livros. Além da doação, o projeto desenvolve atividades como contação de histórias, palestras e ações culturais para as secretarias de educação, escolas públicas e instituições beneficiadas.

“O Ler para Saber é um projeto incrível porque leva livros com temas importantes justamente para lugares onde o acesso a esse tipo de material é complicado, escasso. Contamos com um programa contínuo de incentivo à leitura, e esperamos que as crianças gostem dos livros que preparamos mas, principalmente, que eles as ajudem a expandir seus horizontes e entender melhor o mundo que as cerca”, conclui o designer da Editora Evoluir, Uriá Fassina.

Os títulos que compõem o projeto Ler para Saber são “Os Heróis redescobrem o Brasil” e “Os Heróis e as boas maneiras”, da Coleção Os Heróis da Natureza, “A Terra antes de nós”, “A vida de muitos jeitos”, “Chegamos!”, “Progresso em toda parte”, “Agora somos um só”, da Coleção Pequenas Histórias de um Grande Planeta, “Pequeno dicionário de coisas boas, bonitas e gostosas” e “As maravilhas do mundo”, da autora Bia Monteiro, “A cadelinha russa”, “Mário, o menino imaginário” e “Cara feia”, do autor Victor Peres e Perez, “Blablablando”, “Pulos pulantes” e “O Fujão”,  da autora Tatiana Belinky, “O Catador de Histórias”, do autor Sergio Palmiro,  “Tibi vai as estrelas”, do autor Tieko Irii, “As raízes de Luriel: uma aventura agroecológica”, do autor André Biazoti e “Vem Brincar!”,  da autora Marilena Flores, e têm como proposta inspirar o leitor a se conhecer e a conhecer o universo a sua volta para tornar o mundo um lugar melhor para todos.

“Estamos muito felizes em poder realizar essa série de visitas nas cidades, principalmente no nordeste, pois é uma região onde não atuamos e nossa expectativa é que possamos desenvolver nossos projetos por lá e o programa de incentivo à leitura, através da doação de livros, está iniciando essa oportunidade. Esperamos que esses livros doados possam dar suporte às atividades extracurriculares, além de despertar nas crianças e jovens o prazer de ler”, conclui a designer da Editora Evoluir, Gabriela Ferreira.

Sobre a Editora Evoluir

Fundada pelas mãos da escritora e psicóloga Bia Monteiro, a Editora Evoluir tem mais de 100 títulos de literatura infantojuvenil publicados. Seu catálogo traz uma linha editorial com temas relacionados ao desenvolvimento humano, cidadania, cultura e meio ambiente, com o objetivo de apresentar às crianças e jovens uma visão global e criativa da vida, fazendo-os refletir sobre si mesmos, seus interesses, valores e, especialmente, sua inserção e participação na sociedade.

Desde 1996, a editora distribuiu mais de um milhão de livros e realizou diversas atividades paralelas: contação de histórias, dinâmicas, formação e capacitação de educadores nas temáticas dos livros, através de seus programas de incentivo à leitura, que leva informações e entretenimento para crianças em comunidades de todo o Brasil, com o objetivo de reforçar a importância do hábito da leitura, como ato de prazer e promoção da cidadania.

Por seu trabalho de qualidade editorial, a Editora Evoluir tem reconhecimento da Unesco e o apoio de programas governamentais dos Ministérios da Cultura e da Educação e de Secretarias Estaduais e Municipais de Cultura, que levam seus produtos para diversas regiões do Brasil. Em outubro deste ano, a editora foi selecionada pela Liga Brasileira de Editores (Libre) e pelo Brazilian Publishers (BP) para participar, pela primeira vez, da Feira Internacional de Literatura de Frankfurt, maior evento editorial do mundo que aconteceu na Alemanha.