Publicidade

Onze assaltos são relatados num intervalo de 3 horas em Araripina




Vítimas usaram as redes sociais para descrever os crimes / Foto: Rafael Diniz


Por Rafael Diniz
Do Revista Geral

Moradores de Araripina estão convivendo diariamente com ondas de assaltos cometidos no município. As ações criminosas ocorrem principalmente durante a noite e muitas pessoas já não saem mais de casa nesse período temendo as ações criminosas. O receio parte principalmente dos estudantes do período noturno. O principal desejo dos assaltantes são celulares e motos. 

Na noite desta terça-feira(17), o maior bairro de Araripina sofreu um arrastão. Foram relatados pelo menos 8 assaltos num intervalo de três horas no bairro Alto da Boa Vista. Simultaneamente, enquanto ocorriam os crimes no ABV, moradores do distrito de Morais denunciavam nas redes sociais a ação de dois criminosos em uma moto. Segundo os relatos, pelo menos três pessoas tiveram seus aparelhos celulares levados pelos assaltantes. 

O índice de homicídios também tem aumentado na cidade pernambucana, que fica a 690 km da capital Recife. 

O aumento da violência no município de Araripina e os recorrentes roubos e assaltos desencadeou uma série de manifestações de internautas nas redes sociais questionando a falta de segurança. Algumas vítimas dos ataques também usaram a internet para expor os momentos de aflição que passaram. Comerciantes ameaçam fazer manifestação pedindo segurança. 

"Fui assaltada agora há pouco. Levaram meu celular. (...) Graças a Deus não fizeram nada comigo, apenas o susto que foi muito grande e o meu braço que está dolorido", escreveu uma das vítimas às 23h42min desta terça-feira(17) em sua conta no Facebook. Até o fechamento desta matéria a publicação tinha 16 comentários e 80 reações. "Araripina está perigosa demais", lamenta uma jovem em seu comentário. 

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Pernambuco (SDSPE), o município de Araripina conta hoje com 90 Policiais Militares para atender uma população de 90 mil habitantes e uma extensão territorial de 1.847 km² dividido por cinco distritos. 

De acordo com a ONU - Organização das Nações Unidas, o número ideal de policias de uma cidade é de 1 policial para cada 250 habitantes. No caso de Araripina, a média é de 1 agente para cada 1000 moradores. 

LATROCÍNIO 

Em agosto de 2014, um comerciante foi morto ao reagir a um assalto ao seu estabelecimento na cidade de Araripina. Na época, o criminoso chegou em uma moto, e sem tirar o capacete puxou um revolver e anunciou o assalto. A vítima tentou desarmar o assaltante mas levou um tiro na cabeça e morreu poucos instantes depois no hospital. O assaltante fugiu sem levar nada e, no seu trajeto de fuga, passou ao lado do Batalhão da Polícia Militar, que fica a poucos metros de onde o fato ocorreu. Toda a ação foi gravada por câmeras de segurança do estabelecimento e circuitos próximos ao local. 

Vídeo do caso