Publicidade

Operação da Sefaz flagra usinas da Mata Sul em esquema de distribuição ilegal de etanol e sonegação de impostos

Jamildo

Uma operação conjunta da SDS e Secretaria da Fazenda flagrou ao menos duas usinas da Mata Sul cometendo crimes de sonegação e adulteração de combustíveis.

As usinas Estreliana (Ribeirão) e Liberdade (Escada), localizadas na Mata Sul, foram pegas em flagrante derramando álcool diretamente nos postos de gasolina. Com a prática, os impostos não são pagos. O mercado local reclamava da concorrência desleal e em novembro do ano passado, a Secretaria da Fazenda já havia realizado operações para combater a sonegação de impostos no setor de combustíveis. Postos foram fechados, mas parece que o recado não foi entendido.

Funcionários das usinas estão no Recife prestando depoimento, na delegacia de crimes contra a ordem tributária.

O resultado detalhado da Operação AVAXI será apresentado pela Policia Civil e Secretaria da Fazenda nesta sexta-feira (4), às 9h, no auditório do Prédio Sede Operacional da Polícia Civil de Pernambuco, na Rua da Aurora, 487, área Central do Recife.

A operação da Polícia Civil foi batizada de AVAXI e investiga empresas ligadas a um grupo responsável pela compra e revenda de álcool etílico combustível sem nota fiscal e em desacordo com as normas estabelecidas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A operação cumpriu 37 mandados judiciais, sendo 14 de condução coercitiva e 23 de busca e apreensão, expedidos contra suspeitos de associação criminosa, falsidade ideológica e crime contra a ordem econômica.

Os investigados também são suspeitos de utilizar empresas fantasmas para operar o esquema fraudulento, podendo ser responsabilizados por sonegação fiscal.

Na ação, participam 176 policiais da PC, entre delegados, agentes e escrivães, além de 16 policiais militares e 52 auditores da Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz)

As investigações foram iniciadas em maio de 2015, sendo presididas pela Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária.