Publicidade

Depoimento de Lula: STF acha que Moro avançou sinal



Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

A decisão do juiz Sergio Moro de que Lula fosse conduzido coercitivamente para prestar depoimento está sendo mal digerida no STF (Supremo Tribunal Federal). Além do ministro Marco Aurélio Mello, que já criticou publicamente o magistrado, outros ministros da corte acham que ele avançou o sinal.

A coerção só seria cabível, no entender de ministros, caso Lula já tivesse sido intimado e se negasse a depor, o que não ocorreu.

E o STF deve julgar na quarta (9) ação que impediria o novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, de assumir o cargo. O argumento é o de que, como é procurador do Ministério Público da Bahia, ele não poderia tomar posse no comando da pasta sem renunciar à carreira.

Na sexta (4), a juíza federal Solange Ramos de Vasconcelos concedeu liminar acolhendo o argumento. Ao STF caberia a palavra final.