Publicidade

SDS determina prioridade nas investigações em Triunfo

Magno

As investigações do assassinato do vereador Lucimar Feitosa e da tentativa de homicídio que o ex-secretário de Agricultura Genilson Magalhães Silva sofreu, ambos casos ocorridos ontem em Triunfo, a 355 quilômetros do Recife, terão prioridade. A medida foi determinada hoje pela Secretaria de Defesa Social (SDS). Uma equipe do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (CIOSAC/BEPI), também foi deslocada para a cidade para reforçar o policiamento ostensivo no local.

Genilson Magalhães Silva, conhecido como "Nilson do Sindicato" foi alvejado com 13 tiros por um homem numa moto, quando saia de casa, por volta das 21h. Ele passou por diversas cirurgias e encontra-se na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Vicente, em Serra Talhada, após ser transferido do Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães, também na cidade. Foi a segunda vez que ele foi alvo de bandidos. A primeira foi em 2013, quando fazia parte da gestão do prefeito Luciano Bonfim (PR).

Por volta do mesmo horário, Lucimar Feitosa era assassinado às margens da PE-320, em Triunfo. De acordo com informações repassadas à polícia, ele seguia de moto quando um veículo o cercou. Ele foi atingido por cinco tiros e morreu na hora. Até o momento nenhum suspeito foi identificado. As motivações do crime ainda são desconhecidas.