Publicidade

Número de bebês com microcefalia segue aumentando no Sertão de Pernambuco



G1

Foram divulgados ontem (12), pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), os novos números de bebês notificados com suspeita de microcefalia, malformação em que o perímetro cefálico é igual ou menor que 32 centímetros. Nas cidades do Sertão do estado, cinco apresentaram aumento no número de casos em relação ao último boletim divulgado no início deste mês.

Petrolina e Parnamirim tiveram aumento de um caso e estão com seis notificações suspeitas da malformação, cada uma. Em Araripina tinham nove casos suspeitos no último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde e subiu para 10. No município de Exu eram 10 bebês com suspeita de microcefalia e agora são 11. Moreilândia também aumentou de três para quatro casos.

Nas demais cidades não foram registrados novos casos de microcefalia. Em Cedro, Granito e Cabrobó foram registrados um caso suspeito em cada uma delas. Em Salgueiro, Serrita e Bodocó são 7.Santa Filomena tem dois casos. Em Santa Maria da Boa Vista e Ipubi são três casos. Santa Cruz tem quatro casos registrados. Trindade tem cinco bebês com suspeita de microcefalia. Ouricuri é o município do Sertão com o maior número de casos de microcefalia registrados, 19. Ele também não apresentou aumento nos dois últimos boletins de janeiro.

Dos seis óbitos notificados de bebês com diagnóstico de microcefalia, um está no Sertão e aconteceu em Bodocó. O feto estava com 32 semanas, era uma menina e morreu ainda no útero no dia 24 de dezembro de 2015.