Publicidade

Promotores cobram cumprimento de carga horária de médicos no Sertão do Pajeú

Por Alvinho

Durante conferências municipais de saúde em algumas cidades do Sertão do Pajeú, promotores da 3ª Circunscrição do Ministério Público de Pernambuco cobraram mais qualidade no atendimento médico na região. Promotores de Pernambuco e Paraíba estão se articulando para evitar que o problema migre para o estado vizinho.

De acordo com o coordenador da 3ª Circunscrição em Afogados da Ingazeira, promotor Lúcio Luiz de Almeida Neto, o objetivo é criar alternativas para desafogar protocolos com atendimentos, já que em muitas cidades é comum a falta de atenção nas unidades básicas. Por isso é muito importante cobrar o cumprimento da carga horária de médicos e odontólogos, descrita nos contratos.

Outra cobrança do MP é que o Sertão do Pajeú receba tratamentos de média e alta complexidade sem a necessidade de deslocamento para outras regiões. O Ministério Público reivindica um hospital de grande porte entre o município de Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, sugerindo que o Hospital Regional de Serra Talhada se torne referência no atendimento a mulheres.