Publicidade

Governo age com "molecagem", diz LHC



Por Revista Geral | Foto: Rafael Diniz

Diante de uma parcela de motoristas do transporte escolar do município de Araripina, no Sertão, que acompanharam a sessão da câmara nesta quarta, 05, e tentaram pressionar o governo a pagar a dívida salarial com a categoria que soma até seis meses com alguns funcionários, o vereador Luis Henrique Coelho, do PSL, líder da oposição, foi agressivo no pronunciamento e classificou como "molecagem" promessas "não cumpridas" pela gestão socialista.  

O parlamentar usou como referência uma reunião na qual participou com o prefeito Alexandre Arraes(PSB) e transportadores em Abril, último, e, segundo LHC, o gestor na ocasião teria figurado alguns motoristas presentes na reunião de "moleques". — "Com muita arrogância, eu vi o prefeito se dirigir a alguns motoristas chamando eles de moleques", afirmou. Alguns dias antes, os transportadores foram até a sede do Ministério Público de Araripina protocolar uma ação contra a prefeitura para que o órgão fiscalizasse o atraso com a classe. 

Ainda de acordo com Henrique, na reunião, o prefeito fez o acordo de quitar os meses de outubro e novembro de 2014.

 "Molecagem é fazer o que vocês estão fazendo: prometendo e não cumprindo," provocou. 

"Nós só temos a lamentar pela falta de respeito com esses senhores(motoristas), que fizeram seu papel, trouxeram os estudantes, se endividaram nos postos de gasolina e confiaram mais uma vez na palavra dessas pessoas que estão no poder e mais uma vez falharam. Isso sim é fazer molecagem", alfinetou.