Publicidade

Sílvio começa a se cacifar


Do Diario de Pernambuco – Julia Schiaffarino

A exemplo de 2000, quando foi candidato à prefeitura do Recife e terminou contribuindo para levar a disputa ao segundo turno e garantir a vitória de João Paulo (PT), o deputado federal Silvio Costa (PSC) estaria sendo estudado como uma “arma petista” para, no próximo ano, concorrer novamente ao cargo. Paralelamente, segue o trabalho do ex-prefeito João Paulo, com quem poderia fazer a dobradinha de chapa separada, de se viabilizar para a corrida. 

Os rumores de bastidor sobre os movimentos de Silvio Costa, considerados ainda retraídos, têm dado conta de avanços feitos mais como “sondagem de território” que como uma postulação de nome de maneira clara. Até porque, como todo pré-candidato que se preze, a possibilidade não é comentada abertamente pelo parlamentar. Vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, parece dedicar o tempo a uma defesa que por vezes se confunde com uma salvaguarda do PT feita de maneira mais feroz que a de muitos petistas. 

“O PT tirou 40 milhões de pessoas da linha de pobreza. É muito bom ficar tomando vinho e criticando o PT. Esse povo do PSDB não tem moral… É importante para o país o que está acontecendo e quem tiver culpa tem que ser preso… Agora fica todo mundo com essa “ptfobia”, essa canalhada da elite de São Paulo buscando cabelo de anjo”, esbravejou o deputado, em entrevista a uma rádio local ontem, incorporando o papel de aliado que todo governo e partido gostariam de ter.

Conhecido pelo jeito falastrão e direto repetiu o tom que tem sido recorrente em diversas outras ocasiões, especialmente no plenário da Câmara, onde não exita em partir para o confronto com o presidente Eduardo Cunha (PMDB).