Publicidade

Prefeita de Arcoverde reduz próprio salário, do vice, dos secretários e de cargos comissionados para conter despesas



Do Alvinho | Foto: Amannda Oliveira

Ao contrário do prefeito de Salgueiro, que suspendeu várias concessões dos servidores, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, resolveu mexer no alto escalão da prefeitura para adequar as contas ao atual cenário econômico do país. Em entrevista coletiva concedida nessa segunda-feira (27), Madalena anunciou uma Reforma Administrativa e um pacote de medidas emergenciais para contenção de gastos e suspensão ou restrição de despesas, visando o equilíbrio das contas públicas. Segundo a assessoria da prefeitura, esses cortes podem reduzir em cerca de 15% os gastos da máquina pública. A medida se deu através do Decreto n° 132/2015, com vigência mínima de 180 dias.

O decreto determina a redução de 15% nos salários da prefeita e do vice-prefeito, diminuição de 12% nos salários dos secretários e de 10% nas remunerações dos servidores com cargos comissionados. Outra medida adotada foi a redução do número de secretarias, passando de 12 para 10 pastas. A Secretaria de Obras vai se fundir com a de Serviços Públicos e a Secretaria de Governo será incorporada ao Gabinete da Prefeita. “Nosso compromisso é manter as contas do município equilibradas e cumprir o nosso cronograma de obras sem alteração”, disse a prefeita.